We use cookies to provide some features and experiences in QOSHE

More information  .  Close
Aa Aa Aa
- A +

Eu assediei

3 3 50
14.01.2018

Lugar dos Dois Caminhos, 12 de Janeiro

Se eu assediei? Sim, assediei. Agora ia a dizer algo como "Qualquer homem da minha idade assediou, mesmo sem o saber", mas isso seria reduzir a minha culpa. Eu assediei, embora não tenha tirado disso maior partido do que a repulsa das minhas vítimas - se calhar até a condescendência, o que não é melhor -, e mereço olhar para o debate em curso e sentir vergonha.

É claro: também seduzi (ou tentei seduzir). Seduzi mulheres de vários tipos, por razões grandes e minúsculas (como querer sentir-me amado, no fundo a mesma por que se escreve livros), e em bastos casos com o mesmo pecúlio verificado das vezes em que assediei.

Seduzi até homens, pensando bem, embora com outros fitos e instrumentos. Mas também por isso sei a diferença entre uma coisa e outra.

Tornei-me editor de um jornal nacional pouco depois de fazer 23 anos, o que é extremamente cedo para os rapazes de hoje, mas já era cedo para os do meu tempo. Vivia no jornal e tinha uma equipa cheia de homens de barba rija e duas raparigas jovens e bonitas. E andei de volta delas.

Não creio que, salvo os delírios da solidão e as conversas de balneário, alguma vez tenha pensado verdadeiramente em levar alguma delas para a cama (ou não mais do que à próxima mulher, pelo menos). Mas andei de volta delas. Ora, tendo um poder........

© Diário de Notícias